ORGANIZAÇÃO

Instituto de Mídia e Indústrias Criativas

O Instituto de Mídia e Indústrias Criativas (IMCI) da Loughborough University London concentra-se particularmente nas dinâmicas relações entre comunicação, cultura e poder próprias das indústrias criativas e culturais. Seus programas incluem o campo das mídias de massa e dos mais recentes sistemas de mídia digital, além dos setores de artes e patrimônio. Pesquisas realizadas no IMCI abrangem a comunicação cotidiana, mídia e práticas culturais; mídia, comunicação e identidades; e mídia e comunicação para a mudança social.

Conheça os nossos programas aqui.

Desde 2019, o IMCI vem reunindo estudiosos de diferentes regiões do mundo em atividades de reflexão sobre o legado de Paulo Freire no campo da comunicação participativa e do desenvolvimento da sociedade civil. Recentemente, alguns de seus pesquisadores publicaram dois números especiais de revista, a partir de um ciclo anterior de debates sobre esse assunto. Você pode vê-los aqui e aqui.

Ana Cristina Suzina

A Dra. Ana Cristina Suzina é uma Leverhulme Early Career Fellow no Instituto de Mídia e Indústrias Criativas na Loughborough University London. Sua pesquisa trata da apropriação juvenil da mídia e de fatores geracionais sobre o desenvolvimento de visões de desenvolvimento, da imaginação e da voz política. Seus interesses de pesquisa incluem mudança social, assimetrias de poder, apropriação popular da mídia, participação na democracia, desenvolvimento da sociedade civil, comunicação alternativa, comunitária e popular, particularmente com foco nas sociedades latino-americanas. Ana Cristina é editora do livro The Evolution of Popular Communication in Latin America (Palgrave, 2021).

Thomas Tufte

O Professor Thomas Tufte é Diretor do Instituto de Mídia e Indústrias Criativas da Loughborough University London e Professor Extraordinário da University of The Free State, África do Sul. É também membro da Academia Europea. Ao longo de sua carreira, Tufte trabalhou extensivamente sobre o papel da comunicação na articulação entre o envolvimento dos cidadãos e a mudança social, principalmente como pesquisador, mas também como consultor de agências de desenvolvimento internacionais como UNICEF, Banco Mundial, USAID e Danida, e como comunicador, incluindo em ONGs como Danchurchaid, ADRA e Femina HIP, e no PNUD no Paraguai. Ele trabalhou, lecionou e pesquisou em mais de 30 países, principalmente na América Latina, África e Europa. Seus livros mais recentes incluem Voice and Matter – Communication, Development and the Cultural Return, co-editado com Oscar Hemer (Nordicom, 2016), Communication and Social Change – a Citizen Perspective (Polity Press, 2017) e Communicating for Change – Concepts to think with, co-editado com Jo Tacchi (Palgrave, 2020).

 

Revisores de linguagem

Jim McDonnel

Fernanda Amaral

 

Instituto Ubíqua